SINPOL RIBEIRÃO PRETO

Assembleia aprova parceria com SERMED

Em Assembleia, associados autorizam Sinpol a firmar convênios médico e odontológico com Sermed e romper o plano odontológico com São Francisco/Hapvida

Inicialmente, como secretária do SINPOL e responsável pela organização da assembleia que ontem se realizou em nossa sede, gostaria de agradecer a todos que puderam comparecer e ilustrar o evento. A participação dos conveniados foi muito importante, que ao final deliberaram sobre os itens apresentados.

O objetivo principal foi buscar novas alternativas com relação a planos de saúde, pois temos recebido muitas reclamações da prestação de serviços do São Francisco Saúde (HAPVIDA).

A diretoria não poderia deixar de tomar providências e, como sempre, passou a buscar alternativas viáveis para tentar resolver os problemas que os conveniados do São Francisco Saúde estão encontrando nos atendimentos, seja para marcar consultas, exames ou se submeterem a cirurgias recomendadas pelos seus médicos. Estes percalços eram poucos há tempos atrás, mas tornaram-se corriqueiros após a HAPVIDA ter assumido o São Francisco saúde.

Assim, durante assembleia, que contou com a participação de representantes do convênio SERMED, Ariclenes, Fábio e Antônio – este último diretor do plano odontológico -, foram feitas as explanações a respeito dos convênios, os procedimentos cobertos e a área de atuação. Foram apresentadas ainda, outros tipos de convênios, tais como:

1) convênio médico hospitalar, uma novidade em convênios;

2) planos odontológicos mais abrangentes, com coberturas de tratamento de “canal dentário” e até “implantes”.

E explico o porquê de termos apresentado a SERMED.

O primeiro motivo foi a nossa conclusão nos levantamentos realizados, que é hoje, em nossa região, o plano de saúde que mais se aproxima do São Francisco Saúde (HAPVIDA), seja em coberturas ou área de atuação.

Posso até dizer que muito em breve estará em níveis superiores. E digo isto porque, em companhia de outros diretores – o Presidente Célio, a Tesoureira Cristina, além do conselheiro fiscal Júlio Cesar Machado -, visitamos os hospitais São Lucas/Ribeirânia, tanto na Ribeirânia como o da Vila Seixas, constatando a estrutura que seria colocada ao nosso dispor.

Ficamos realmente satisfeitos com o que vimos e a variedade de serviços que eles estão preparados para nos oferecer. Obviamente, não esperamos perfeição, principalmente no início da transição. Temos experiência suficiente para saber isto.

E tenham certeza, trabalharemos muito para que vocês tenham o melhor atendimento. É necessário, também, deixar claro que em nenhum momento pensamos em romper com o São Francisco Saúde (HAPVIDA), e pelos motivos que já citamos e reiteramos, quais sejam:

  • muitos de nossos conveniados estão com consultas marcadas;
  • muitos estão com cirurgias agendadas ou muito próximas de agendamento;
  • alguns estão internados para se submeterem a cirurgias e outros já se recuperando de procedimentos médicos realizados.

Pelo exposto é que tivemos a cautela de oferecermos mais um plano de saúde, pois assim demos uma oportunidade de escolha aos conveniados, sem continuarmos com a oportunidade de pressionarmos o São Francisco (HAPVIDA) para que melhorem o atendimento.

Voltando à assembleia, posso afirmar que tudo transcorreu dentro do previsto, as explicações foram prestadas (e continuarão a ser no SINPOL) e os presentes puderam saber em que o SINPOL irá trabalhar para que tenham melhor atendimento.

Ao final, os itens foram submetidos a votação e o resultado foi a aprovação praticamente unânime (apenas um voto contra). E assim ficou decidido:

  1. o SINPOL irá romper unilateralmente com o plano ODONTOLÓGICO do São Francisco (HAPVIDA). Motivos: reclamações diárias e diversas, seja pelo descredenciamento de profissionais, seja pela dificuldade de marcação de consultas. Apuramos que o convênio tem pago muito pouco e atrasado pagamento dos profissionais. O número de reclamações foi muito alto e muitos conveniados pediram para sair do convênio dada a insatisfação. Não nos restou outra alternativa em buscar outra empresa. E assim fizemos;
  2. Foi dada autorização para a diretoria pressionar o São Francisco Saúde (HAPVIDA), visando melhorias substanciais no atendimento aos nossos conveniados e se continuar a piorar, a diretoria pode romper o contrato. Para isto, a diretoria irá monitorar a prestação de serviços e conta desde já com informações de todos os conveniados, seja para elogios ou reclamações. Vocês conveniados serão nossa fonte de dados, daí a relevância de suas informações. Fora isto, iremos exigir que o convênio nos trate com mais respeito, pois ultimamente temos sido totalmente ignorados em nossas reivindicações quando tentamos resolver problemas simples ou até muito sérios que nossos conveniados estão se deparando;
  3. Foi autorizado à diretoria do SINPOL firmar contrato com a SERMED. No odontológico, em mais dois modelos (o modelo tradicional já está contratado), quais sejam:

1) tratamento odontológico por prestação de serviço, sem mensalidade, mas intermediado pelo convênio, pois eles conseguem preços muito menores;

2) uma nova modalidade de convênio que é muito mais abrangente, com coberturas de “tratamento de canal”, cirurgias e implantes dentários. Esta modalidade será com mensalidades, e os preços e       maiores detalhes em breve apresentaremos, pois carência, e coparticipação lhes serão devidamente informadas.

Por fim, reitero o agradecimento pela presença e não poderia deixar de mencionar os muitos elogios que foram feitos à nossa nova sede social o que nos deixa muito honrados. E, em breve nos reuniremos para apresentar-lhes as conclusões que chegaremos a respeito do convênio São Francisco Saúde (HAPVIDA), e também, dos avanços com a SERMED, principalmente, quanto a base territorial de atendimento e coberturas.

Muito obrigada a todos e contem comigo e com toda diretoria do SINPOL.

Fátima Aparecida Silva – Diretora-Secretária do Sinpol

Postagens Relaciondas